Estudo da caracterização do aporte hídrico na população portuguesa

http://espacovital.files.wordpress.com/2008/07/beber-agua.jpg

Saúde: Maioria dos portugueses não ingere líquidos suficientes

Lisboa, 28 Mai (Lusa)

A maioria dos portugueses não bebe a quantidade de líquidos recomendada, sendo excepção as jovens entre os 14 e os 18 anos, revela hoje um estudo que faz a caracterização do aporte hídrico da população.

O estudo realizado pelo comité científico do Instituto Hidratação e Saúde envolveu uma amostra de 2.000 pessoas de ambos os sexos com idade entre os 14 e os 70 anos.

As recomendações diárias de água em adultos são de 3,7 litros nos homens e 2,7 litros nas mulheres, valores que podem ter de ser alterados em virtude de factores como o exercício físico e a temperatura, entre outros.

Tendo em consideração as recomendações do consumo de bebidas em relação ao sexo e idade, o estudo revela que, na população portuguesa, apenas as jovens de 14-18 anos parecem ter um aporte hídrico adequado (1,7 l/dia).

O estudo ressalva que apenas entrevistou 85 jovens raparigas neste grupo etário.

Os grupos etários superiores, dos 19 aos 70 anos, não ingerem líquidos suficientes, sendo a situação ainda mais grave nos homens: todos os grupos etários, dos 14-18 anos aos 51-70 anos, apresentam um défice estatisticamente significativo entre o aporte hídrico encontrado e o recomendado.

A situação é particularmente grave no grupo etário dos 51-70 anos em que são ingeridos 51 por cento dos líquidos recomendados para a idade e o sexo.

Os restantes grupos apresentam proporções de ingestão, relativamente aos valores de referência, de 72 por cento (14-18 anos), 61 por cento (19-30 anos) e 58 por cento (31-50 anos).

O maior aporte hídrico dos mais jovens poderá estar relacionado com um maior envolvimento em actividades desportivas que requerem um maior consumo de líquidos, refere o estudo, que tem uma margem de erro de 2,1 por cento.

Os autores do estudo referem que estes dados requerem uma “atenção especial” pelas consequências que o défice de líquidos pode ter na saúde, nomeadamente na “função cognitiva, na performance física e no desenvolvimento de várias doenças”.

ver mais …

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s